A Magia da Natureza

 

Olá…

Devido à falta de temas para os meus Post’s escolhi este que foi o primeiro que me veio à cabeça e porque este tema? Acho que devemos tudo à nossa mágica NATUREZA. Primeiro podemos dizer que dependemos dela para subreviver, através do seu oxigénio e aprendemos bastante com ela se estivermos a par de tudo o que acontece com a natureza. Passo a referir alguns dos fenómenos que por vezes acontecem e que nós pensamos que tudo está destruido, mas aquilo que vemos foi obra da própria natureza e nao obra humana.

Existem muitas maneiras da natureza se renovar, e uma das maneiras é a destruição total, para que haja uma segunda/terceira/etc… oportunidade da natureza se colocar de novo IN PACK… Renova-se para poder dar o melhor que tem para dar…

Com a natureza aprendemos a calma, a beleza, a compreenção, a dedicação, a ambição, a riqueza (nao monetaria), a realidade, a simplicidade, a alegria, a tristeza, o amor… e por ai fora… quando penso ou me desloco à “natureza” para aproveitar a sua calma e para entender aquilo que me vai na alma, todos os sentimentos e estados de espirito estão todos presentes.

Ali no meio posso parar e pensar em tudo o que quero, sem que me façam criticas, sem me apontarem o dedo, onde tudo o que eu quero e desejo é possivel. Contudo após esse momento, entramos novamente no mundo real, mas meus amigos é como tudo na vida.

Devemos por isso agradecer tudo aquilo de belo que a vida nos vai dando e trazendo até nós. Aproveitando cada momento para espalhar a paz e traquilidade para todos, pois acima de tudo se houver o que atrás está referido, é um passo dado para melhorar a forma de pensar e de ser de todos os que nos rodeiam.

Se todos pensar-mos que somos capazes de fazer isto ou aquilo, devemos apostar e lutar por esses mesmos objectivos, pois quando se quer muito uma coisa, acabamos de ser compensados, até podemos nao ser compensados na forma que nós queriamos, mas acreditem que sao compensados de outra maneira, que pode e é de certeza melhor do que a que queriamos e pensavamos.

Aproveitem a vida, e sigam os passos da natureza, porque no fundo ela é a magia, que queiramos para nós no nosso dia a dia, vivam a natureza, e protejam-na pois ao protege-la estão a proteger a vossa própria existência.

Pensem nisso…

*Próximo Post – Livres de Pensar e Agir

Um pensamento sobre “A Magia da Natureza

  1. No fundo, no fundo, todos nós nutrimos a fantasia de que em algum lugar deste pequeno planeta alguém nos espera,…A cara metade. A alma gêmea. O pedaço de mim. Quem é este Outro que deveria completar-nos? E por que, apesar dos nossos esforços, ele parece sempre resistir. O que será que a gente espera deste encontro? A julgar pelo que dizem os mitos, as lendas, as canções, os poemas e as notícias de jornal, queremos tudo. Nada menos do que a plenitude, não faltando nada para nos sentirmos completos, inteiros e justificados…Conheces o Mito do Andrógino?Aqui vai a história: No início, a raça dos homens não era como hoje. Era diferente. Não haviam dois sexos, mas três: homem, mulher e a união dos dois. E esses seres tinham um nome que expressava bem essa sua natureza e hoje perdeu seu significado: Andrógino. Além disso, essa criatura primordial era redonda: suas costas e seus lados formavam um círculo e ela possuía quatro mãos, quatro pés e uma cabeça com duas faces exactamente iguais, cada uma olhando numa direcção, pousada num pescoço redondo. Sua força era extraordinária e seu poder, imenso. E isso tornou-os ambiciosos. E quiseram desafiar os deuses. Foram eles que ousaram escalar o Olimpo, a montanha onde vivem os imortais. O que deviam fazer os deuses reunidos no conselho celeste? Aniquilar as criaturas? Mas como ficar sem os sacrifícios, as homenagens, a adoração? Por outro lado, uma tal insolência era perfeitamente intolerável. Então…O Grande Zeus rugiu: Deixem que vivam. Tenho um plano para deixá-los mais humildes e diminuir seu orgulho. Vou cortá-los ao meio e fazê-los andar sobre duas pernas. Isso, com certeza vai diminuir sua força, além de ter a vantagem de aumentar seu número, o que é bom para nós. E mal tinha falado, começou a partir as criaturas em dois, como uma maçã. E à medida em que os cortava, Apolo ia virando suas cabeças, para que pudessem contemplar eternamente sua parte amputada. Uma lição de humildade. Apolo também curou suas feridas, deu forma ao seu tronco e moldou sua barriga, juntando a pele que sobrava no centro, para que eles lembrassem do que haviam sido um dia.E foi aí que as criaturas começaram a morrer. Morriam de fome e de desespero. Abraçavam-se e deixavam-se ficar assim. E quando uma das partes morria, a outra ficava à deriva, procurando, procurando…Zeus ficou com pena das criaturas. E teve outra ideia. Virou as partes reprodutoras dos seres para a sua nova frente. Antes, eles copulavam com a terra. De agora em diante, se reproduziriam um homem numa mulher. Num abraço. Assim a raça não morreria e eles descansariam. Com o tempo eles esqueceriam o ocorrido e apenas perceberiam o seu desejo. Um desejo jamais inteiramente saciado no acto de amar, porque mesmo derretendo-se no outro pelo espaço de um instante, a alma saberia, ainda que não conseguisse explicar, que seu anseio jamais seria completamente satisfeito. E a saudade da união perfeita renasceria, nem bem os últimos gemidos do amor se extinguissem. E esta é a nossa história. De como um dia fomos um todo, inteiros e plenos. Tão poderosos que rivalizávamos com os deuses. É a história também de como um dia, partidos ao meio, viramos dois e aprendemos a sentir saudades. E é a razão dessa busca sem fim do abraço que nos fará sentir de novo e uma vez mais, ainda que só por alguns momentos (quem se importa?), a emoção da plenitude….que natureza nos mantenha sempre a vontade de complentar na companhia daa nossa cara metade/amigos/familiares e mesmo ate estranhos…..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s